Volvo – Maior autocarro do mundo lançado no Brasil


Data: 2 Dezembro, 2016

O Grand Artic 300, com 30 metros de comprimento e capacidade até 300 passageiros, vai ser o maior autocarro urbano do mundo e será lançado pela Volvo.

A Volvo Buses apresentou o maior autocarro urbano do mundo na FetransRio (Brasil), que foi concebido para reforçar a liderança da marca no segmento de veículos de alta capacidade destinados a sistemas de BRT (Bus Rapid Transit). Para o efeito, a marca sueca desenvolveu dois modelos de chassis: um articulado de 22 metros de comprimento e capacidade até 210 passageiros e um biarticulado de 30 metros e capacidade até 300 pessoas.

O novo biarticulado vai ser comercializado com a designação Gran Artic 300 e será proposto em versões com 26 metros ou 30 metros de comprimento. Este modelo transporta até mais 30 passageiros do que o seu antecessor. Por sua vez, o articulado de 22 metros recebe a denominação comercial Super Artic 210 e oferece um total de cinco portas para facilitar a entrada e saída de passageiros.

Com estes dois novos modelos, a Volvo Buses passa a disponibilizar um total de quatro modelos para sistemas de transporte urbano de alta capacidade: o Artic 150, com 18,6 metros de comprimento e capacidade até 150 passageiros, o Artic 180, com 21 metros e capacidade até 180 passageiros; o Super Artic 210; o Gran Artic 300.

“Com estes modelos, conseguimos oferecer aos gestores públicos e, principalmente aos operadores, uma solução completa de transporte, com um “mix” de veículos de média e elevada capacidade com o menor custo por passageiro transportado, com segurança e elevado grau de fiabilidade”, afirma Euclides Castro, diretor de autocarros urbanos da Volvo Bus Latin America.

Por sua vez, o presidente da Volvo Bus Latin America, Fabiano Todeschini, salienta: “Somos líderes em veículos para BRT e estamos a disponibilizar ao mercado, o maior autocarro do mundo. Este veículo vai oferecer mais eficiência aos sistemas organizados de transporte, garantindo mais qualidade de vida aos passageiros e o melhor custo benefício aos operadores.”

Partilhar