VDO. Novas funções no tacógrafo digital


Data: 14 Agosto, 2014

As exigências do tacógrafo digital estão em contínuo crescimento. No futuro próximo vai poder ajudar as autoridades a optimizar o tráfego e a segurança na estrada, o que proporcionará uma maior assistência nas inspecções em estrada de veículos. Alguns destes novos regulamentos entram em vigor este ano na UE, Rússia e Turquia.

“Nós temos examinado de perto as novas regras de cada país e estamos a trabalhar em soluções”, diz o Dr. Michael Ruf, Director Commercial Vehicles & Aftermarket da Continental. “O nosso tacógrafo tem uma série de tecnologias impostas na legislação europeia, e tem vindo a cumpri-las por um longo período de tempo.”

Regulamento UE 165/2014: Tacógrafos inteligentes que facilitam as inspecções de tráfico

Nos próximos anos a UE contará com tacógrafos inteligentes para melhorar a segurança nas estradas. Este é o novo regulamento do 165/2014 UE sobre tacógrafos nos transportes rodoviários, em que se recomenda no futuro do tacógrafo digital a inclusão de três novas características: uma interface ITS (Intelligent Transport Systems), uma interface DSRC (Dedicated Short Range Communication) e uma integração GNSS (Global Navigation Satellite System). Com estas novas características/funçoes, a UE tem dois objectivos principais. Em primeiro lugar, que o tacógrafo digital em controlos de estrada, possa transmitir dados definidos pelas autoridades à distância, aumentando a eficiência nas inspeções e melhorando o tráfego e em segundo lugar, os motoristas que respeitam as regras sobre tempos de condução e de repouso possam documentá-lo sem ter que esperar mais do que o necessário.

Interface ITS, conecta os veículos com as autoridades.

Um interface ITS liga o Tacógrafo Digital a uma aplicação ITS através de uma conexão remota, permitindo a transmissão de dados específicos anonimamente, tais como os tempos de condução. Estes dados são informações interessantes para uma planificação e controlo do tráfego, optimização da circulação e da gestão da capacidade das áreas de “estacionamento”. “Os Tacógrafos do futuro têm esta função”, diz Dr. Ruf. A VDO disponibiliza uma solução, DTCO SmartLink, um pequeno módulo de conexão ao tacógrafo digital (DTCO) que transmite os dados para um dispositivo móvel através de Bluetooth. “ Esta tecnologia pode adaptar-se de modo a cumprir com os futuros regulamentos da UE”, explica Dr. Ruf.

Transmissão móvel de dados

A UE tenciona efectuar inspecções mais eficientes de veículos, através da incorporação no tacógrafo digital de uma conexão DSRC (Dedicated short-range communications). Veículos suspeitos de terem sofrido uma manipulação ou utilização indevida, podem ser inspeccionados mais ao pormenor. Dr. Ruf diz que “esta conexão também pode ser útil para adicionar outras funções importantes no tacógrafo digital da VDO, como a transmissão de dados, sistemas de portagem ou pesagem incorporados”. “Esses recursos adicionais podem resultar numa poupança de tempo valioso para motoristas e autoridades de supervisão”.

Registo da posição do veículo a cada 3 horas

Até à data o tacógrafo digital só grava tempos no início e no fim de cada viagem, bem como o símbolo de cada país. Para analisar as infracções mais eficientemente, o novo regulamento europeu prevê a instalação de tecnologia GNSS nos tacógrafos, o que irá gravar e armazenar a posição do veículo no início e no final do período de trabalho, bem como após cada três horas de tempo de trabalho acumulado.

 

 

Partilhar