TRW. Novo material de fricção para pastilhas de travão


Data: 29 Julho, 2013

A TRW Automotive Aftermarket apresentou nos mercados europeus onde opera uma nova fórmula do material de fricção das suas pastilhas de travão concebida para satisfazer os requisitos específicos dos segmentos selecionados de Veículos Comerciais Ligeiros (LCVs) e Veículos Utilitários Desportivos (SUVs). A nova fórmula tem em vista a melhoria da estabilidade da travagem, em situações extremas, nos veículos com a maior produção de energia cinética. Este desenvolvimento reforça ainda mais o objetivo principal da TRW de fornecer uma experiência de condução mais segura a todos.

A gama selecionada de referências substituirá, gradualmente, as referências atuais e, em conformidade com a política da TRW, será revestida com Cotec – o revestimento inovador de pastilhas de travão da TRW, que melhora a distância de travagem nas primeiras paragens após a substituição das pastilhas de travão.

Ao desenvolver este novo material de fricção para veículos comerciais ligeiros e veículos utilitários desportivos, a TRW pretende fornecer uma experiência de condução mais segura. As estradas mundiais estão a ficar mais congestionadas, ao mesmo tempo que a velocidade está a aumentar. As pesquisas demonstram que a distância de paragem é exponencialmente maior a velocidades elevadas. Na verdade, sempre que a velocidade duplica, a distância de travagem necessária quadruplica. Nestes segmentos de veículos, o problema aumenta pelo facto de estes serem pesados; tudo isto coloca mais pressão no sistema de travagem do veículo.

Para além disso, o número de veículos destes segmentos está a aumentar. Os números globais apontam para que a indústria dos SUVs alcance os 414 mil milhões de dólares americanos em 2017, com uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 5,7% ao longo dos próximos cinco anos. A utilização de motores de alta performance nos SUVs e outros veículos que levam à redução dos gases tóxicos, tais como o monóxido de carbono e o dióxido de carbono, bem como os avanços tecnológicos e a concorrência industrial vão, provavelmente, contribuir para acelerar este crescimento.

“Apenas 15 por cento dos países têm leis completas que abrangem os cinco fatores de risco chave, sendo o principal a velocidade. Um aumento da velocidade média está diretamente relacionado com a probabilidade de um acidente ocorrer e com a gravidade das suas consequências”, explicou Soeren Kristensen, diretor global dos serviços de marketing da TRW.

“Os peões têm 90% de probabilidade de sobreviverem a um acidente de viação a 30 km/h ou velocidade inferior, mas menos de 50% de sobreviverem a um impacto de 45 km/h ou velocidade superior. Isto significa que os fabricantes têm um papel fundamental a desempenhar no fornecimento de uma experiência de condução mais segura”.

“A TRW é um apoiante ativo da “Década da Ação para a Segurança Rodoviária 2011-2020″ das Nações Unidas. Esta iniciativa foi lançada em Maio de 2011, em mais de 110 países, com o objetivo de salvar milhões de vidas melhorando, não só, a segurança das estradas e dos veículos; como também, o comportamento dos utilizadores das estradas e dos serviços de emergência.”

Soeren conclui: “Como um líder global na área da segurança automóvel, levamos este papel muito a sério e gastamos milhões de Euros todos os anos na pesquisa e desenvolvimento dos nossos materiais, produtos e tecnologias de forma a tornar as nossas estradas num local mais seguro.”

 

Partilhar