TRW. Novo catálogo de sensores de ABS


Data: 21 Outubro, 2013

A TRW Automotive Aftermarket lançou a edição 2013-14 do catálogo de sensores de ABS. Este lançamento volta a destacar a posição da TRW como especialista em segurança automóvel e fornecer líder de sistemas “Corner Module” (travagem, direção e suspensão).

Abrangendo os principais fabricantes de veículos europeus e asiáticos, este catálogo de utilização fácil, tem a referência XDB920B e é composto por 176 páginas, que incluem 238 referências de peças para 22 fabricantes de automóveis ligeiros de passageiros e veículos comerciais ligeiros. A publicação está dividida em três secções: uma secção sobre aplicações; um “buyer’s guide” e uma secção de equivalências com o equipamento original (OE).

“Com avanços constantes na tecnologia automóvel e o crescente número de componentes eletrónicos nos veículos, os sensores ABS e a eletrónica representam uma área em expansão e uma excelente oportunidade para o mercado global de pós-venda,” explicou o diretor dos serviços de marketing da TRW, Soeren Kristensen.

“Estes sensores desempenham um papel crucial no funcionamento do sistema ABS de um veículo, aumentando consideravelmente a segurança do condutor, ao controlarem a força de travagem e permitirem que o veículo abrande o mais rapidamente possível sem comprometer a segurança.”

Os sensores ABS têm de conseguir gerar e comunicar dados precisos em qualquer situação, independentemente do movimento exterior, temperatura ou outra variável externa. Os sensores da TRW são fabricados em plásticos especiais para sensores, como poliéster termoplástico ou poliamidas reforçadas com fibra de vidro, que também possuem excelentes características eletrotécnicas e eletromecânicas, tornando-os incrivelmente robustos. Por esta razão, os sensores e cabos conectados conseguem resistir a temperaturas extremas, operando num intervalo de temperaturas entre os -40 °C e os +125 °C e oferecendo um elevado nível de segurança.

“O programa TRW com a qualidade do equipamento original é testado ao extremo. Equipamento sofisticado mede as respostas em microssegundos, com dados exatos, num conjunto alargado de manobras, tanto no laboratório como em estrada”, continuou Soeren.

Os sensores de ABS monitorizam a rotação de cada pneu e medem a velocidade das rodas. A unidade de controlo eletrónico (ECU) processa esta informação e qualquer derrapagem ou diferença entre as rodas ativa o sistema ABS. Se os sensores ABS detetarem uma perda de tração das rodas, é acionado um sistema de válvulas que controla o fluxo do óleo dos travões nos tubos. Uma vez que os travões atuam com base na pressão gerada por líquido comprimido nos tubos dos travões, aciona-se uma bomba no sistema de travões, que se sobrepõe à travagem manual e aciona rapidamente os travões. Este acionamento é mais rápido do que o acionamento dos travões por qualquer ser humano.

Sistemas avançados de assistência ao condutor, como o controlo da estabilidade, controlo do arranque, GPS incorporado ou assistência ao arranque em subidas também dependem dos sensores ABS para detetar a velocidade das rodas, de modo a assistirem o condutor e a melhorarem a segurança de condução; se um dos sensores falhar, normalmente todo o sistema será desligado. Os sistemas de navegação também beneficiam dos sinais destes sensores, uma vez que utilizam esta informação para calcular a distância percorrida.

“Como demonstram as nossas pesquisas, estas tecnologias encontram-se entre as tecnologias do mercado de massas de maior crescimento. A margem de crescimento do mercado é imensa, pois a falha de um só sensor pode causar a falha de outros sistemas dependentes de dados”, concluiu Soeren.

O programa de sensores ABS da TRW inclui sensores ativos e passivos. Os sensores ativos precisam de uma fonte de alimentação adicional; enquanto os sensores passivos funcionam sem fonte de energia externa.

 

Partilhar