Toyota. Recuperação de 100% das baterias dos híbridos é novo objetivo


Data: 11 Fevereiro, 2015

Depois de ter conseguido receber de volta 91% das baterias em fim de vida dos automóveis híbridos em solo europeu, a Toyota reforça o seu compromisso neste campo e pretende alcançar uma taxa de recuperação de 100%

Normalmente as baterias dos automóveis híbridos conseguem durar todo o período de vida útil destas viaturas, sendo normalmente recuperadas apenas quando os veículos são enviados para abate ou sofrem um acidente. A Toyota, que conta com vários modelos com características híbridas na sua gama, indica ter alcançado uma taxa de recuperação de 91% das baterias destes automóveis através dos seus concessionários e oficinas e também de uma rede de operadores independentes. Intensificando os seus esforços nesta matéria, a Toyota anunciou agora ter estendido vários dos acordos com os seus parceiros, de forma a conseguir recuperar 100% das baterias utilizadas pelos seus automóveis híbridos.

Até dia 31 de Março de 2018 a francesa Société Nouvelle d’Affinage des Métaux, que se dedica desde 2011 à recuperação das baterias de hidreto de níquel, e os belgas da Umicore N.V, que tratam as baterias de iões de lítio desde 2012, vão continuar a ser parceiras da Toyota nesta área. Steve Hope, responsável pelo departamento ambiental da Toyota Europa, explica que “atualmente as baterias híbridas destinam-se principalmente à reciclagem, mas a Toyota Europa estuda diversas formas de reutilizar estas baterias”. Uma das possibilidades para dar uma segunda vida a estes equipamentos passa pela sua utilização novamente nos automóveis da Lexus e da Toyota ou como fonte de energia estacionária. Segundo a Toyota, esta alternativa permitirá utilizar as baterias como fonte de energia renovável que servirá de alternativa em caso de falha da rede pública, já que estas conseguem armazenar energias para utilizar em caso de emergência. Desde 2014, a Toyota já tem em funcionamento um projeto na sua unidade de produção em Nagoya que reutiliza as baterias retiradas dos híbridos para armazenamento da energia recolhida em painéis solares, utilizando depois esta eletricidade nos picos de consumo em quando ocorre uma falha no abastecimento da rede pública.

Partilhar