Spies Hecker. Na F1 com a Mercedes AMG Petronas


Data: 31 Maio, 2016

A Spies Hecker tem estabelecida uma parceria com a equipa Mercedes AMG Petronas para a temporada de Fórmula 1. O peso da tinta e as técnicas de aplicação são fatores chave para este acordo.

A Mercedes AMG Petronas usa tintas Spies Hecker no seu monolugar de F1, o W07. Para Andrew Moody, Head of Paint and Graphics da escuderia inglesa, “é essencial para nós o peso da tinta, a rapidez da sua aplicação e a capacidade de todo o sistema de pintura ser utilizado uma e outra vez, durante toda a temporada, época após época, sempre com os mesmos resultados”.

O monolugar da equipa possui oito cores, sendo que nenhuma delas se encontra disponível no mercado: três tons de verde e cinco tons na cor principal, designada Stirling Silver, após a cor Stirling Moss, utilizada pela Mercedes em 1955.

Com umas cores tão complexas, Moody e a sua equipa enfrentam árduos desafios. “Pintar um carro de competição demora cerca de 150 horas, sendo que a frente e a asa traseira demoram cerca de 12 horas cada,” comenta Moody. E, ao longo desta temporada, vão pintar, literalmente, milhares de painéis e componentes, sendo que por vezes poderá chegar aos 150 por semana. “A rapidez da aplicação e a fiabilidade são essenciais; não temos tempo para aceitar nada que fique aquém da perfeição,” afirma.

Além disso, cada peça, especialmente as peças aerodinamicamente sensíveis, exigem imensa atenção ao pormenor. Os substratos dos carros de competição variam dependendo da sua natureza estrutural ou estética, e isto afeta a forma como a peça é pintada e o tempo de secagem em estufa. Mas, independentemente da peça ou do substrato, existem duas coisas que são sempre cruciais. “Para nós, tudo gira em torno do peso e da aerodinâmica. A fibra de carbono, por exemplo, pode ser difícil uma vez que pode ser porosa. Por este motivo temos de obter um acabamento de qualidade com o mínimo peso de tinta. As tolerâncias aceitáveis numa peça aerodinâmica devem rondar os 0.3mm, o que provavelmente é um valor demasiado baixo para a maioria dos pintores. Isto pode ser difícil de determinar a nível visual na cabina de pintura, pelo que temos a regra “trabalhar com fluidez”, explica Moody.

A equipa de Pintura e Imagens Gráficas utiliza uma grande variedade de produtos da Spies Hecker nos carros de competição, sendo que todos eles podem ser utilizados nas oficinas no seu trabalho diário. Frequentemente, a equipa inicia o trabalho com o Priomat Wash Primer 4075. O Permasolid HS Vario Primer Surfacer 5340 ou o Permasolid Aparelho HS Performance 5320 são então utilizados antes da aplicação do Permahyd Base Bicamada Hi-TEC 480.

Partilhar