Schaeffler. STEP2 aposta em motor elétrico com caixa automática integrada


Data: 8 Agosto, 2014

A Schaeffler continua a sua aposta na mobilidade elétrica e apresenta um protótipo de um Volkswagen Golf que diz adeus ao seu trem de propulsão convencional, para acolher um motor elétrico com transmissão automática integrada. O protótipo STEP2 representa uma nova iniciativa de investigação para a Schaeffler, na qual as caixas de velocidades em elétricos fazem muito sentido.

A Schaeffler levou assim a cabo a reconversão para elétrico de um Volkswagen Golf de sexta geração. Depois de eliminar o grupo motopropulsor e depósito de combustível, instalou um motor elétrico de 50 kW de potência nominal (70 kW de potência máxima), associado a uma caixa automática de engrenagens planetárias com apenas duas relações. Um atuador interno encarrega-se de realizar a transição entre as relações, permitindo que a entrega de binário seja constante. A transição entre relações realiza-se de forma impercetível à condução, pelo que o seu enfoque parece o mais acertado para imaginar uma possível produção em série.

Graças à introdução de uma relação de transmissão mais longa, o motor elétrico consegue funcionar com um menor número de rotações, alcançando uma melhoria no consumo de combustível na ordem dos 6%, o que permite alcançar uma maior autonomia com as mesmas baterias. O objetivo do desenho é manter o propulsor elétrico com o menor número de rotações, aproveitando ao máximo as suas condições de funcionamento em que o binário máximo está em rotações muito baixas.

Trata-se de um protótipo baseado numa reconversão, mas 6% de melhoria obtida nos primeiros testes poderia alcançar até 10% como se demonstrou noutros protótipos com motores elétricos associados a caixas de velocidades. O debate sobre a instalação de transmissões para motores elétricos está na ordem do dia, e com o atraso da evolução por parte das baterias para oferecer maiores autonomias, todas as medidas de poupança de combustível são bem recebidas.

 

Partilhar