Redes cada vez mais fortes


Data: 2 Outubro, 2013

Nesta edição mostramos-lhe a primeira parte dos resultados do estudo anual que fazemos sobre os hábitos do consumidor final na sua relação com as oficinas e com a reparação automóvel (na próxima edição publicamos a segunda parte). Mais uma vez usámos o auditório dos leitores da TURBO, consumidores finais por excelência e com interesse por automóveis. Uma das principais conclusões que podemos tirar é que as oficinas independentes continuam a ganhar terreno, apes ar do esforço que as oficinas oficiais das marcas têm feito nos últimos tempos para recuperar os clientes que foram perdendo na altura em que se vendiam muitos carros novos (sobre isso pode ler também um artigo interessante neste edição sobre a estratégia pós-venda da Peugeot-Citroën).

Ainda mais revelador neste estudo é a importância crescente que as redes de oficina demonstram. Pegando nos dados da GiPA (convidámos o seu responsável em Portugal, Guillermo de Llera, a comentar os resultados do estudo) de que as oficinas em rede representam cerca de 5% do total das oficinas multimarca, é surpreendente saber que 44% dos inquiridos, quando escolhem uma multimarca, escolhem uma de rede.

A crise económica do país (e a força de comunicação e marketing destas empresas) tem ajudado ao crescimento rápido deste canal, mesmo dentro dos inquiridos que são, à partida, consumidores interessados em automóveis e com mais conhecimentos sobre o tema. E deitando por terra o argumento de que as pessoas mais informadas ainda continuam a preferir as oficinas oficiais de marca, os resultados mostram que apenas u m em cada quatro inquiridos tem opinião negativa sobre as redes de oficinas. Isto mostra que a confiança é cada vez maior e não há grandes dúvidas sobre o reforço das redes de oficinas nos próximos anos. Será por isso curioso ver a sua evolução no(s) próximo(s) ano(s), mas acreditamos que será também interessante saber quais as oficinas em rede mais reconhecidas pelo público final, numa pergunta aberta que fizemos no inquérito e que vamos publicar na próxima edição.

Já é nosso amigo no Facebook? Passe por www.facebook.com/turbooficina e junte-se a nós.

 

Partilhar