PME Digital. Uma aposta na competitividade


Data: 28 Fevereiro, 2013

Este programa quer ajudá-lo – em caso de ser uma micro, pequena ou média empresa – a ser mais competitivo no mercado. Para isso, vai disponibilizar-lhe uma série de ferramentas digitais para melhor gerir o seu negócio em rede. Tudo para melhorar a eficiência da relação entre oficina, clientes e fornecedores.

Os números dos últimos ano trazem à superfície uma realidade preocupante. Sabia que metade de todas as micro-empresas portuguesas não está ligada à Internet? Mas há mais. Ainda neste universo das micro-empresas, quase nenhuma utiliza um software de gestão. Tudo isto numa era onde proliferam as novas tecnologias de informação.

Hoje como nunca, quando fecham centenas de negócios todos os dias, as micro, pequenas e médias empresas do setor automóvel devem procurar serviços eletrónicos (pouco importa a existência de uma página online ou conta aberta nas redes sociais, quando não conseguem rentabilizar a sua presença neste universo digital) que aproximem a relação entre oficina, clientes e fornecedores.

Quando todos estiverem interligados no ciberespaço, qualquer destas micro, pequenas e médias empresas deve conseguir, por exemplo, vender alguns dos seus produtos à distância. Os profissionais da reparação, por sua vez, conseguem divulgar serviços disponíveis, promoções temporárias ou simplesmente agendar uma nova revisão junto do cliente.

35 MIL EMPRESAS ONLINE ATÉ 2015

O programa PME Digital, uma ação do Ministério da Economia e do Emprego, no âmbito do Programa Estratégico para o Empreendedorismo e Inovação, envolve uma dezena e meia (ver caixa) de empresas privadas com largos anos de experiência nesta área, tendo outras 40 associações empresarias responsáveis pela sua divulgação em território nacional.

Enquanto co-promotor desta iniciativa, o IAPMEI propõe trazer (até 2015) o negócio de quase 35 mil empresas para o mundo digital. Há neste programa uma vantagem para as empresas, que podem ver a sua produtividade média (uma relação simples entre volume de negócios e número de empregados) aumentar em quase cinco por cento quando ligadas em rede, mas sobretudo para a economia do país. Os números do Ministério da Economia preveem um aumento das transações eletrónicas nessa altura, mas também um crescimento da empregabilidade nos jovens especializados em novas tecnologias da informação.

Por último, saiba que o PME Digital está a promover workshops em vários distritos, o próximo dos quais está marcado para 6 de fevereiro, na zona do Estoril, onde pode ficar a conhecer mais detalhes sobre este programa. Num período económico difícil, aumentar os índices de competitividade, fazer uma gestão integrada dos negócios e tornarem-se mais produtivas internamente, pode ditar a sobrevivência de muitas micro, pequenas e médias empresas.

PACOTES BASE DO PROGRAMA PME DIGITAL:

PRESENÇA ONLINE – A empresa obtém um domínio profissional, contas de correio e site institucional, todas elas, ferramentas indispensáveis para promover produtos, serviços e partilhar informação. Está ainda incluída formação sobre a utilização de cada uma delas.

LOJA ONLINE – Ao utilizar um site transacional multilíngue, a empresa pode vender os seus produtos online para todo o mundo. Também aqui, existe uma formação de base para melhor utilizar os serviços digitais.

PRODUTIVIDADE – Oferece software que permite criar, editar, guardar e partilhar documentos (texto, folhas de cálculo, gráficos, imagens ou apresentações) em rede. O utilizador pode ainda fazer conferências de vídeo.

PARCEIROS ENVOLVIDOS:

ZON
Vortal
VODAFONE
Portugal Telecom
Microsoft
Primavera
Caixa Mágica
PHC
Optimus
IOL
GLOBAZ
GATEWIT
AMEN
CTT
Unicre

Partilhar