Óleo de travões em bom estado garante segurança do veículo

Texto: David Espanca
Data: 21 Fevereiro, 2020

O bom estado do óleo de travões é essencial para garantir que estes funcionem corretamente, pelo que as oficinas devem recomendar aos seus clientes a sua mudança todos os anos

 

Independente do número de quilómetros que uma viatura percorra, recomenda-se que a troca de óleo de travões seja feita todos os anos, garantindo assim o bom funcionamento do sistema de travões e, por consequência, a segurança dos ocupantes do veículo.

E aqui as oficinas têm um papel importante no sentido de avisarem os seus clientes da importância que o óleo tem no bom desempenho dos travões do veículo. Ao estarem preparadas para oferecer aos seus clientes uma grande variedade de serviços, contribuem ao mesmo tempo para um aumento expressivo da segurança.

Sucede que com o passar do tempo, a consistência do óleo de travões muda e, caso não seja trocado regularmente, pode deteriorar a força da travagem, levando a que os travões possam falhar. Daí que os especialistas da ZF Aftermarket disponibilizem dicas úteis sobre como verificar, de forma rápida e fiável, o estado atual do óleo de travões.

O superaquecimento dos travões por um período prolongado pode fazer com que o ponto de ebulição do óleo seja excedido, levando à formação de bolhas. Quando o pedal do travão é pressionado mais uma vez, as bolhas de ar são comprimidas, dificultando ou impedindo a transmissão da força, provocando uma falha na travagem.

 

Água provoca falhas

E isto pode ficar a dever-se, por exemplo, à entrada de água no circuito dos travões, normalmente através do respiro localizado na tampa do reservatório, que fornece a ventilação atmosférica necessária no caso de ocorrerem níveis de óleo de travões flutuantes.

Além disso, a água pode entrar no reservatório através da ventilação quando o motor ou o veículo são lavados. Os tubos do sistema de travagem e os elementos vedantes também podem ser responsáveis pelo aumento do teor de água no óleo de travões, pois a água pode difundir-se através deles.

Em média, os óleos de travões têm um nível de teor de água de cerca de 0,05%, mas o valor pode aumentar com o passar dos anos. Recomenda-se que, caso o teor de água exceda os 3,5%, o óleo seja trocado com urgência, pois o ponto de ebulição húmido foi atingido.

Quando o valor de 3% é excedido, o ponto de ebulição do óleo cai e situa-se entre os 140°C e os 180°C. Para o óleo ser então trocado, basta que a oficina tenha um equipamento apropriado e a ZF Aftermarket disponibiliza para o efeito duas versões de sangradores que podem ser usadas para mudar o óleo em cerca de 90% de todos os veículos. Para além disso, os especialistas da marca aconselham ainda a gama de óleos de travões TRW, que abrange a maioria dos tipos de viaturas.

Partilhar