Mann+Hummel. Novos filtros de habitáculos que eliminam as partículas perigosas


Data: 16 Junho, 2014

O Grupo Mann+Hummel, consciente da repercussão da contaminação do ar na saúde, desenvolveu novos filtros de habitáculo que garantem praticamente a eliminação de 100% das partículas contaminadas, incluindo as mais pequenas, que são as mais perigosas para a saúde, esclarece a empresa em comunicado.

As partículas são átomos diminutos que permanecem suspensos na atmosfera e que têm origem, por exemplo, graças ao pó dos travões e pneus na estrada ou pelos aquecimentos domésticos. Quanto mais pequeno é o seu tamanho, mais prejudicial é para a saúde porque penetra mais diretamente nas vias respiratórias.

A Agência Federal do Meio-Ambiente alemã (UBA) calculou que cerca de 47 mil pessoas morrem de forma prematura na Alemanha a cada ano como consequência da contaminação por partículas já que estas podem causar doenças respiratórias graves, alterações cardíacas, pulmonares e cancro do pulmão.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda valores limite de partículas inferiores aos que se registam na União Europeia. De acordo com os últimos estudos da UBA, em quase 51% das estações de medição da Alemanha, o valor de referência da OMS foi superado nas partículas inferiores a 10 micros (PM10).

“Para a proteção contra estas partículas recomenda-se fazer uma revisão periódica ao estado dos filtros de habitáculo já que estas se vão acumulando gradualmente. Deverá substituir-se uma vez por ano ou a cada 15.000 km se o que se pretende é uma purificação adequada do ar”, explica a Mann+Hummel.

Para proteger a saúde dos ocupantes do veículo, a Mann+Hummel desenvolveu filtros de habitáculo equipados com um miolo filtrante altamente eficiente de última geração. Entre os novos filtros encontram-se o combinado “CUK 26 009” e o filtro de partículas “Cu 26 009”, que pode usar-se como alternativa em determinados modelos de automóveis. A Mann+Filter fornece tanto filtros de partículas como combinados com a qualidade do primeiro equipamento disponível para o mercado do aftermarket.

Os filtros de habitáculo intercetam as partículas sólidas e o pólen, enquanto os combinados incorporam uma capa de carbono ativo, ou seja, podem eliminar também os gases nocivos como o ozono e o benzeno, além dos odores desagradáveis.

Graças aos novos filtros de habitáculo, o sistema de ventilação do veículo funciona como um aspirador, puxando o ar exterior contaminado. A cada hora entram no interior do veículo aproximadamente 540.000 litros, o que torna necessário utilizar um filtro de habitáculo que permita purificar convenientemente o ar do exterior para proteger a saúde dos ocupantes do veículo, sobretudo se são crianças ou pessoas que sofrem de alergias.

 

Partilhar