Liqui Moly. Novas funcionalidades “inéditas” no guia de óleo online


Data: 24 Setembro, 2014

O guia de óleos online gratuito da Liqui Moly oferece aos mecânicos uma série de novidades úteis, entre as quais se destacam o filtro dos resultados de pesquisa, uma função exclusiva desta ferramenta.

Após inserir a marca, o modelo e a motorização, agora é possível otimizar ainda mais os resultados, pesquisando pelo ano de construção do automóvel, bem como pela quilometragem e pela qualidade de óleo pretendida. “Assim, os utilizadores da nossa ferramenta obtêm resultados ainda mais precisos”, afirma Peter Baumann, diretor de marketing da Liqui Moly.

O guia de óleos online é a área mais visitada da página Web da Liqui Moly (www.liqui-moly.pt), já que é uma ferramenta que apresenta aos mecânicos os óleos de motor e de transmissão, assim como os óleos para direções servo-assistidas e os líquidos dos travões adequados para cada automóvel respetivo – e isto, cerca de 30.000 vezes por dia. Segundo Peter Baumann, “o nosso guia de óleos ajuda os condutores a orientarem-se na enorme quantidade de aprovações e especificações existentes. Atestar o veículo com o óleo incorreto é como montar uma peça sobressalente inadequada”.

Dada a vasta gama de diferentes óleos para motores oferecida, a lista de óleos adequados para um determinado modelo pode ser bastante comprida. A nova função de filtro do nosso guia permite reduzir esta lista a poucos produtos, os quais se adequam perfeitamente ao estado individual do veículo. Assim, no caso de veículos mais antigos ou com maior quilometragem, há óleos com características específicas que garantem melhores resultados do que outros óleos destinados a automóveis mais recentes. Além disso, o utilizador pode optar por pesquisar óleos de base sintética ou mineral.

A seleção de marcas de automóveis também se tornou mais intuitiva, encontrando-se, agora, registadas mais de 70 marcas. Com a nova versão do guia, as marcas são agrupadas alfabeticamente. Outra novidade é a introdução de duas novas categorias de veículos, “Equipamento de construção” e “Barcos”, que se juntam às seis categorias já existentes, “Ligeiros de Passageiros”, “Comerciais Ligeiros”, “Comerciais Pesados e Autocarros”, “Motociclos, Scooters, Ciclomotores, Moto quatro (ATV)”, “Equipamento agrícola” e “Carros Clássicos”. “Com estas categorias novas, facilitamos a manutenção dos veículos das firmas de construção e dos proprietários de barcos”, disse Peter Baumann.

Por fim, a última novidade consiste no ajuste dos resultados ao país do utilizador, dado que o guia de óleos online reconhece a partir de que país o utilizador acede aos seus serviços. No caso de um país com um clima particularmente quente, o guia não apresenta óleos para motores com viscosidade 0W, desde que o veículo suporte outros graus de viscosidade. Neste caso, os óleos mais viscosos são a melhor opção. Se o utilizador se encontrar num país cujo mercado oferece apenas combustíveis com elevado teor de enxofre, o guia elimina a indicação relativa aos intervalos de mudança de óleo, visto que um teor elevado de enxofre aumenta o aparecimento de ácidos no óleo para motores. Nestes casos, o óleo deixa de conseguir neutralizar estes ácidos e é necessário mudá-lo, mesmo antes de alcançar o intervalo de mudança regular.

“Todas estas melhorias aumentam a utilidade do guia de óleos”, afirmou Peter Baumann. “Porque nós queremos que os condutores não só usem os nossos óleos, mas também que os utilizem corretamente”.

 

Partilhar