Krautli. Celebração dos 150 anos da Valvoline


Data: 4 Janeiro, 2016

A Krautli Portugal irá associar-se ao movimento comemorativo dos 150 anos da Valvoline, marca americana de lubrificantes

A Valvoline irá celebrar os seus 150 anos de existência com múltiplas iniciativas que decorrerão ao longo de todo o ano. Para além de estar previsto o lançamento de diversos produtos e a realização de ações e eventos a eles associados, a Valvoline irá: reforçar o marketing internacional, incluindo a publicidade nos estádios da liga inglesa de futebol; aumentar a sua presença nos meios de comunicação social e em eventos em todo o mundo, de modo a “melhorar a comunicação entre os profissionais e os clientes finais, tanto do mercado de veículos pesados como do mercado de veículos ligeiros e motociclos”; e agendar eventos locais para estreitar a relação com os clientes.

Fundada em 1866, esta foi a primeira marca registada de lubrificantes com origem na América e atualmente está presente em 160 países. Garantindo os intervalos de manutenção definidos em todo o mundo, o portefólio da marca incluiu as gamas VR1, All Climat, MaxLife, SynPower, Premium Blue, Profleet e All Fleet.

A Valvoline expandiu-se para o mercado português em 2010, através da Krautli Portugal. Segundo Paulo Santos, a empresa está ansiosa para associar-se à celebração deste marco histórico e a todos os movimentos relacionados com a efeméride. “Ao longo dos últimos cinco anos temos tido oportunidade de sentir a força da marca e o seu reconhecimento, em especial pelos profissionais. Acreditamos que o ano de 2016 reforçara ainda mais o reconhecimento da marca Valvoline”, referiu o responsável da Krautli Portugal.

“Estamos a entrar nos próximos 150 anos, com um histórico de crescimento de dois dígitos em todos os mercados internacionais da Valvoline”, afirmou John Stotz, responsável de marketing e desenvolvimento de negócios internacionais da Valvoline. “Este é realmente um momento emocionante para a nossa empresa, e as atividades planeadas para o ano 2016, ajudarão a sustentar esse crescimento para os anos futuros.”

Partilhar