Eneos. Primeiros passos nos lubrificantes em Portugal


Data: 9 Maio, 2013

A indústria automóvel japonesa afirmou-se, nas última décadas, como uma das mais inovadoras, juntando inegáveis argumentos tecnológicos à reconhecida qualidade e fiabilidade dos seus automóveis, granjeando-lhe grande aceitação, nomeadamente no mercado nacional. O mesmo se vem passando, mais recentemente, com as marcas coreanas.

 

É portanto perfeitamente lógico assumir que o lubrificante escolhido pelos fabricantes desses mesmos automóveis para ser instalado na fábrica como equipamento de origem seja igualmente de qualidade comprovada, como é o caso.

 

Esse lubrificante, na esmagadora maioria dos casos, é Eneos, que agora dá os primeiros passos a estabelecer uma rede de vendas em Portugal. As razões desta entrada no mercado prendem-se com o sucesso da JX Nippon Oil, empresa mãe da marca Eneos, no seu mercado doméstico. De facto, a Eneos detêm 45% do mercado japonês, ou seja, além de prospetar, extrair, refinar e distribuir gasolina, lubrificantes e gás natural, uma em cada duas bombas de gasolina no Japão é Eneos, razão por que o seu crescimento no país de origem atingiu o limite, impondo a procura de novos mercados.

 

Já presente em países como os Estados Unidos, a marca dá agora os seus primeiros passos na Europa, estando disponível em Portugal com os seus óleos lubrificantes, fluidos de transmissão e travões. Muitos destes são especificamente recomendados pelas marcas e elaborados para ir ao encontro das mais rigorosas exigências dos modernos motores e transmissões.

 

A gama de sintéticos Sustina, por exemplo, elaborada a partir da tecnologia “W BASE” exclusiva da Eneos, foi comprovada em testes comparativos como oferecendo um incremento de rendimento, já que ao utilizar menores graus de viscosidade, liberta potência do motor, mas mantém ao mesmo tempo proteção extra, aumentando ainda a economia de combustível em cerca de 2%.

 

A tecnologia ZP dos seus aditivos especiais, livres de enxofres, também minimizam a formação de ácido sulfúrico no motor, contribuindo para detergência ideal, mantendo, por exemplo, a coroa dos pistões mais limpa que concorrentes com o mesmo índice de viscosidade. A gama, que inclui as graduações mais populares nos automóveis modernos como 5W30 e 10W40, é constituída na sua maioria por sintéticos, oferecendo mesmo um avançado 0W15, além de lubrificantes próprios para pesados e transmissões.

 

Em termos de preços, os produtos Eneos são muito competitivos, constituindo uma opção premium económica para quem exige o melhor em termos de lubrificantes. Para mais informação ou tabela de preços, contacte eneosportugal@gmail.com.

 

Partilhar