Direct. Mulheres precisam de ajuda na manutenção automóvel


Data: 10 Julho, 2014

A GfK desenvolveu para a Direct, um estudo como objetivo de analisar o conhecimento geral da população (neste caso das mulheres) sobre os cuidados com as viaturas automóveis. Atendendo aos dados recolhidos a Direct fez com a Midas um acordo, proporcionando às mulhares pequenos wokshop´s sobre manutenção automóvel.

Um primeiro dado indica que apenas 24 por cento das mulheres encartadas sabe mudar um pneu em caso de furo, sendo que 46 por cento recorre a um familiar ou amigo. No caso de ser necessário dar um encosto de bateria, só 39 por cento das mulheres diz ser capaz de o fazer. Já quando se fala da mudança do óleo e da colocação de água no limpa-pára-brisas o conhecimento é maior, com 52 por cento e 86 por cento, respetivamente, dos elementos do sexo feminino a indicar saber realizar estas tarefas.

Quando se questiona a regularidade com que as mulheres verificam o nível do óleo, apenas 19 por cento refere que o faz numa base mensal e 24 por cento indica que não o faz. Destas, 46 por cento, solicita ao marido que desempenhe esta tarefa. No que diz respeito ao nível da água, 28 por cento afirma verificar todos os meses, referindo 22 por cento que nunca o faz. Destas, 58 por cento pedem ajuda ao marido. A pressão dos pneus é vista mensalmente por 28 por cento das inquiridas, admitindo 20 por cento não o fazer. O parceiro é, para 58 por cento destas mulheres, quem desempenha esta tarefa.

Antes de partir em viagem são os homens que revelam maior cuidado com a viatura. 87 por cento dos elementos do sexo masculino indicou que verifica o nível da água, contra 80 por cento das mulheres. A verificação do nível do óleo antes de uma viagem é feita por 87 por cento dos homens, contra 81 por cento das mulheres. Relativamente à verificação da pressão de ar dos pneus, 90 por cento dos homens diz fazê-lo, enquanto apenas 83 por cento das mulheres admite realizar esta tarefa antes de uma viagem.

Apesar de revelarem maior desconhecimento no desempenho das tarefas relacionadas com a mecânica, as mulheres enganam-se menos do que os homens quando colocam combustível, 9 por cento contra 18 por cento, respetivamente. Mas também são mais respeitadoras do que o sexo oposto quando se fala no cumprimento dos prazos indicados pelas oficinas para efetuar as revisões, 97 por cento contra 89 por cento, respetivamente.

Abrir o capot do carro e montar o triângulo é uma tarefa que praticamente todas as mulheres sabem desempenhar (98 por cento).

Sandra Moás, diretora-coordenadora da Direct, refere “A nossa perceção é que, na maioria dos casos, as mulheres não fazem ou não sabem fazer porque têm o apoio de familiares. Por notarmos esta lacuna, a Direct, em parceria com a Midas, desenvolveu um serviço exclusivo que ajudará as mulheres nestas tarefas. Qualquer cliente Direct que faça uma reparação nas oficinas da Midas poderá agora solicitar um mini workshop no qual irá aprender a verificar os níveis do óleo, água e líquido de refrigeração, a pressão dos pneus e a substituir um pneu”.

O estudo foi realizado pela GfK para a Direct, entre os dias 9 de abril e 2 e maio de 2014, através da realização de 1200 entrevistas, num universo constituído pela população portuguesa condutora regular de viatura automóvel.

 

 

Partilhar