Delphi. Novo híbrido leve de 48 volts


Data: 18 Abril, 2016

A Delphi anuncia o desenvolvimento de um novo sistema híbrido de 48 volts, que pode vir a ser crucial para que os fabricantes cumpram os regulamentos de emissões futuros.

A Delphi anunciou a sua solução híbrida para veículos de 48 volts, que pode revelar-se crucial para os fabricantes cumprirem com os futuros regulamentos de emissões sem sacrificarem o desempenho para os clientes. A empresa confirmou que está a trabalhar com dois fabricantes globais e pode ver a sua produção dentro de 18 meses.

Apresentada num Honda Civic 1.6 litros diesel, a tecnologia híbrida leve de 48 volts da Delphi permite uma eletrificação “inteligente”. A arquitetura do veículo maximiza o uso da eletrificação de 48 volts para minimizar a utilização do motor, melhorando a sua performance enquanto reduze as emissões de CO2 em mais de 10%.

“Este não é apenas um passo significativo em frente em reinventar a arquitetura elétrica para a capacidade de dupla voltagem, também é um triunfo de software”, disse Jeff Owens, diretor de tecnologia da Delphi. “Esta abordagem inteligente à alimentação do veículo, fiação e gerenciamento de dados não só irá melhorar a eficiência de combustível, mas também permitirá uma experiência de condução de classe mundial enquanto proporciona energia adicional para os sistemas de segurança ativa e aumenta a conectividade no carro”.

A solução permite aos fabricantes de automóveis um amplo espaço para inovar, sem recorrerem a motores maiores para obter mais potência. Esta tecnologia aproveita o que os engenheiros chamam de “e-charger” para melhorar o arranque do veículo. A Delphi demonstrou que o veículo aumenta o torque low-end numa média de 25 por cento.

De acordo com Owens, a Delphi terá uma vantagem competitiva em híbridos leves de 48 volts devido à vasta história da empresa em design de sistemas, software de gestão do motor e especialização em arquiteturas elétricas.

“Os compradores do carro irão comprar um híbrido leve de 48 volts para aumentarem o desempenho e as empresas automóveis irão oferecer a tecnologia porque vai ajudá-los a cumprir com os regulamentos ambientais”, disse Owens.

De acordo com pesquisa de mercado IHS, a indústria vai ver uma mudança considerável na próxima década.

“Um em cada 10 carros vendidos no mundo em 2025 será um híbrido leve de 48 volts “, disse Owens. “Para colocamos isto em perspetiva, são 11 milhões de unidades por ano – três vezes o volume de pickups vendidas anualmente e antecipadamente mais de metade do mercado de automóveis diesel de passageiros do mundo”.

Do ponto de vista ambiental, a poupança tem um grande potencial. Estima-se que 11 milhões de híbridos leves de 48 volts irão reduzir o consumo de petróleo em quatro bilhões de galões (mais de 15 bilhões de litros) durante a vida útil da frota.

De acordo com o Departamento de Energia dos EUA (DOE), o impacto de não queimar tanto combustível será igual ao sequestro de carbono de uma floresta do tamanho do estado de Nova York ou da totalidade da Islândia.

Partilhar