Dekra. Inauguração do primeiro centro de inspeção em Mafra


Data: 12 Maio, 2016

O objetivo da multinacional alemã é, em 2020, faturar 20 milhões de euros e ter 320 colaboradores em Portugal. Nesse sentido, irá investir 15 milhões de euros.

A Dekra inaugurou hoje, em Mafra, o seu primeiro centro de inspeção em Portugal. Naquele que será um investimento de 15 milhões de euros, a multinacional alemã pretende abrir uma nova unidade a cada dois meses, com o intuito de assegurar, em 2017, uma capacidade para inspecionar anualmente 200 mil veículos. Para além da referida unidade, a Dekra implementará ainda espaços em Oeiras, Seixal, Amadora, Mem Martins, Moita e Barreiro.

“Até ao final de 2020, a Dekra pretende situar-se no ranking das três maiores empresas de inspeção de veículos no mercado português, atingindo um milhão de inspeções nesse ano”, revelou Sérgio Vitorino, presidente da Dekra em Portugal, durante a inauguração. De acordo com o responsável, isso não significa, no entanto, que a empresa vá descurar as outras atividades que desenvolve em Portugal, nomeadamente ao nível das soluções de consultoria e formação na gestão de frotas, venda e pós-venda de automóveis e testes a veículos, áreas em que a empresa se tem destacado em Portugal e que lhe permitiram, em 2015, alcançar uma faturação em território luso – onde está implantada desde 1991 – de oito milhões de euros. No sentido de prosseguir o objetivo de expansão, a Dekra deverá criar 200 novos postos de trabalho até 2020, “aumentando para 320 o número de colaboradores e para 20 milhões de euros o volume de faturação”.

A cerimónia de inauguração contou com a presença de Clemens Klinke, administrador do Grupo Dekra, e Nicolas Bouvier, responsável pela área automóvel da Dekra para a região Sul da Europa e Marrocos. Também presentes estiveram Ana Miranda, vogal do Conselho Diretivo do IMT, e Manuel Frasquilho, presidente do AICEP.

Durante o seu discurso, Manuel Frasquilho revelou acreditar que esta unidade será “um centro de excelência que irá, certamente, contribuir para uma melhoria das condições de circulação de veículos”. O responsável sublinhou ainda o “simbolismo” da inauguração deste centro de inspeção, porquanto ele representa “um plano que cumpre três eixos fundamentais – investimento, criação de emprego e criação de riqueza – e é revelador da confiança no nosso país, na nossa economia”. Indicando que “Portugal é hoje um país mais atrativo para o investimento” e que “reconquistou a sua credibilidade internacional”, o presidente do AICEP referiu que “muitas empresas, muitas multinacionais, já estão presentes no nosso mercado, o que significa que Portugal detém condições favoráveis para a localização dos seus investimentos”. Por isso, lançou um repto à Dekra: “Coloquem Portugal o mais possível no vosso radar de investimentos. Portugal é a escolha certa, no momento certo para investir.” A título de exemplo, Manuel Frasquilho destacou a área dos serviços partilhados, na qual “Portugal tem uma oferta muito competitiva”.

Partilhar