Continental. Várias novidades na CES 2015


Data: 8 Janeiro, 2015

São várias as novidades que a marca alemã apresenta na Consumer Eletronics Show. Conheça aqui as principais inovações.

Na Consumer Electronics Show 2015, que decorre em Las Vegas entre 6 e 9 de janeiro, a Continental destaca a forma como a eletrónica automóvel tira partido da ligação do veículo à nuvem (Cloud). “O poder da mobilidade inteligente” é o tema que representa a empresa nesta mostra tecnológica. O fornecedor internacional do sector automóvel está a revelar esta realidade aos seus clientes através de caminhos inovadores: Controlo, Entretenimento, Informação e Segurança.

“Na CES 2015 demonstramos como o mundo online está a evoluir rapidamente para tornar os nossos veículos mais atraentes, seguros e eficientes. Por isso estamos a apresentar aos nossos clientes soluções prontas a comercializar para veículos inteligentes,” disse Helmut Matschi, membro do Conselho de Administração da Continental e responsável pelo Departamento de Interiores.

O HORIZONTE ELETRÓNICO DINÂMICO

No centro das inovações da Continental para a CES deste ano está o Horizonte Dinâmico Eletrónico (eHorizon). Juntamente com a IBM e com a empresa de localização em nuvem HERE, a Continental transforma o mapa digital num sensor de alta precisão e em constante atualização que pode ser usado para muito mais do que a simples navegação.

“Com o eHorizon dinâmico temos a capacidade de incorporar eventos dinâmicos, como o tempo, o trânsito ou locais em obras na rota do mapa digital e fazer com que esta informação esteja disponível nos componentes eletrónicos do veículo” disse Matschi. A informação é reunida a partir de várias fontes com base no princípio do crowd-sourcing. “Na verdade, o eHorizon dinâmico transforma os carros em sensores em movimento, trocando constantemente dados com a nuvem ao longo do percurso”, prosseguiu.

O eHorizon dinâmico é o ponto central da presença da Continental na CES, mas o fornecedor do sector automóvel também está a mostrar como outros sistemas podem tirar partido da nuvem. Começando com a gestão de energia conectada para o sistema híbrido moderado 48 Volt Eco Drive, que permite estratégias operacionais mais eficientes durante a viagem. O controlador de transmissão central conectado da Continental usa a informação da nuvem para melhorar funções como a navegação, o fornecimento de combustível ao motor e a regeneração de energia. As possibilidades de utilização do eHorizon da Continental vão ainda mais longe, incluindo a condução altamente automatizada, em que a tecnologia eHorizon é necessária para permitir que o veículo possa “ver ao virar da esquina”.

TELEMÁTICA: A CONTINENTAL NO STARLINK DA SUBARU 

Na origem de qualquer serviço conectado está uma ligação confiável à rede de dados móveis. Com quase duas décadas de experiência, a Continental já provou ser especialista na ligação entre o automóvel e o mundo online. O recente Módulo Telemático da Continental com capacidade LTE estará disponível ainda este ano para os veículos do mercado norte-americano e permitirá uma ampla variedade de serviços de conectividade para a tecnologia STARLINK da Subaru. A gama de serviços disponíveis para os proprietários de carros da marca Subaru inclui a Recuperação de Veículos Roubados, Notificação Automática de Colisão, serviços remotos como bloqueio/desbloqueio através de smartphone e o Relatório Mensal da Saúde do Veículo, o que ajudará os clientes a estarem atualizados sobre as principais funções dos seus carros. Para a Continental, a dinâmica do mercado da conectividade demonstra a forma como estas funcionalidades se estão a tornar essenciais para os condutores de todo o mundo e como a tecnologia da Continental é adequada para responder a estas necessidades.

SMART WATCH (RELÓGIO INTELIGENTE)

Para a Continental, a conexão começa fora do veículo. “Permitimos que os condutores usem os dispositivos eletrónicos com que estão familiarizados para controlarem as funções integrais do veículo. Por exemplo, na CES a Continental mostra como transformar um smartwatch numa chave remota para o veículo,” diz Matschi.

A utilização de um smartwatch como chave do carro faz-se através do uso do Bluetooth, que se liga à mais recente chave remota bidirecional da Continental, também conhecida como chave de gateway. Esta chave funciona como uma interface entre o veículo e o smartwatch para transferir dados (dados do veículo e de diagnóstico e perfil do utilizador) para o veículo. O relógio é usado como um dispositivo operacional. Através de uma aplicação, o condutor pode abrir ou fechar o veículo ou trocar outro tipo de informações, bastando usar o mostrador do smartwatch.

 

PRESSEBILD-SMARTWATCH

 

CURVO E BRILHANTE: VISOR TÁTIL OLED  

Tal como os ecrãs táteis se tornaram cada vez mais importantes nos telemóveis, também os veículos necessitam da flexibilidade deste tipo de ecrãs com mais funcionalidades e serviços conectados. Com o seu Visor Tátil OLED curvo, a Continental oferece agora um ecrã com contraste forte, capaz de mostrar cores fortes sem qualquer iluminação de fundo e com uma enorme variedade de possibilidades de interação através da funcionalidade de toque.

O detalhe mais marcante é que o novo visor da Continental é curvo, o que permite aos fabricantes de automóveis a liberdade de projetarem os veículos de forma a poderem integrar o mostrador, por exemplo, na consola central. Usando componentes eletrónicos especiais e vidro temperado quimicamente, a Continental também garante que o visor responderá às necessidades do sector automóvel e que durará vários anos.

REALIDADE AUMENTADA: DIAGNÓSTICO E REPARAÇÃO MAIS EFICIENTES

Os Serviços Conectados expandem-se para o mercado pós-venda e podem ajudar a facilitar o diagnóstico e a reparação de veículos. Por isso, a Continental tem uma solução ‘Técnico Conectado’ que coloca o técnico no centro do processo através da utilização tecnologia da Realidade Aumentada. A aplicação para tablet liga-se ao carro através de uma interface de comunicação sem fios que orienta o técnico passo a passo através de todo o processo de diagnóstico e reparação. Fornece toda a informação necessária para cada passo, ou seja, dá instruções de trabalho, informações sobre peças defeituosas ou sobre a ferramenta necessária para determinada tarefa. Esta informação é dada na frente do técnico, permitindo que este se concentre no veículo.

A integração com os sistemas de gestão de revendedores garante que o técnico está a realizar a tarefa certa e um diagnóstico completo de recursos reconhece automaticamente o tipo de veículo, deteta falhas e fornece toda a informação técnica disponível para o automóvel. De uma forma geral, o funcionamento intuitivo leva a um diagnóstico e a uma reparação mais simples, rápidos e precisos, otimizando também o planeamento de serviços. Na CES a Continental também mostra como as aplicações de Realidade Aumentada com entrada e feedback de voz permitem que o técnico possa ficar com as mãos livres, trabalhando assim de forma mais eficiente.

 

Continental_PP_eHorizon_Las_Vegas_180x130mm_RGB_300DPI

 

SENSORES AMBIENTAIS

Os sensores ambientais, como câmaras, radar e lidar (um sistema semelhante ao radar, mas que funciona com laser) dão ao veículo a inteligência necessária para que o condutor possa conduzir sem stress. Assim, e ao sentirem o ambiente em redor do veículo, aumentando a segurança da condução, dão um enorme contributo para que a Continental possa atingir o objetivo de conseguir uma condução sem acidentes. No que diz respeito à segurança, a monitorização não só da zona frontal ou traseira do veículo, mas também do que o cerca, será o próximo passo em direção a uma condução sem acidentes.

Com a Visão Circundante, a Continental fornece uma visão completa num ângulo de 360 graus em redor do veículo. A combinação de uma câmara de visão traseira com a solução de travagem ativa dos Sistemas Avançados de Assistência à Condução ajudará a reduzir as inúmeras mortes e lesões causadas por choques traseiros. Em 2014 a NHTSA exigiu que até 2018 todos os veículos ligeiros tivessem tecnologia de visão traseira (câmaras traseiras).Além disso, estes sensores permitem e proporcionam uma opção de recurso para a condução automatizada. Estes sensores e a fusão de sensores de dados evoluirão para a realização das próximas etapas no que respeita à condução automatizada parcial ou total.

Partilhar