Continental. Novo ContiPressureCheck para pneus de veículos industriais


Data: 11 Setembro, 2014

A perda lenta e contínua da pressão dos pneus é uma das causas mais comuns de furos em veículos de logística portuária e noutros locais onde ocorre o transporte de mercadorias. As consequências dos danos nos pneus e das consequentes avarias nos veículos são enormes: os custos elevados para os gestores de frotas e problemas significativos na cadeia de fornecimento são apenas alguns deles. A Continental CST (Commercial Specialty Tires) apresentou uma solução: este departamento lançou um sistema de monitorização da pressão dos pneus que já mostrou ser eficaz: o ContiPressureCheck para pneus especiais. Esta tecnologia inovadora é confiável e prolonga a vida útil dos pneus. O sistema de monitorização da pressão dos pneus pode ser instalado em praticamente todos os tipos de veículos industriais. Outra vantagem é que o sistema funciona em pneus de todos os fabricantes.

“As verificações regulares da pressão dos pneus são demoradas e caras e muitas vezes negligenciadas – com sérias consequências”, afirma Michael Maertens, Diretor de Gestão da Continental CST. “Com a introdução do ContiPressureCheck para pneus especiais, oferecemos aos nossos clientes uma alternativa eficaz em termos de custo para medir a pressão dos pneus, que também aumenta a eficiência e a seguranças nas frotas automóveis em todos os setores industriais. A tecnologia é mais uma solução personalizada, aumentando assim o nosso portfólio de forma a corresponder às necessidades dos clientes e a reduzir custos.”

TECNOLOGIA INOVADORA DENTRO DO PNEU

Contrariamente ao que acontece com outros sistemas semelhantes, o ContiPressureCheck é usado dentro do pneu. O sistema de monitorização da pressão dos pneus é implantado no local em que a falta de pressão tem um impacto enorme. Se a pressão de ar diminui, o pneu pode estar sujeito a maior tensão enquanto se move, causando o seu aquecimento. As cargas pesadas, tal como acontece na logística portuária, aumentam significativamente o peso do veículo, o que pode danificar o pneu ou, no pior dos casos, causar o seu rebentamento.

O ContiPressureCheck utiliza um sensor dentro do pneu para monitorizar continuamente a pressão e a temperatura dos pneus, de modo a impedir o aparecimento destes problemas. Os sensores e um sistema de comunicação e de processamento são integrados num módulo equipado com um recipiente de borracha na superfície interior do pneu. Desta forma podem ser alcançados resultados mais precisos do que com sistemas semelhantes que recolhem os dados com sensores colocados no exterior do pneu. Nestes casos podem ocorrer erros devido à radiação do calor dos travões. Os dados são transmitidos por wireless para um recetor central (unidade de controlo central – CCU) que os processa e envia diretamente para o mostrador na cabine do condutor. A diferença existente entre a pressão pré-definida e a real mostra imediatamente ao condutor quando deve restabelecer a pressão correta para os pneus.

Quer seja em portos, aeroportos ou em minas subterrâneas, o ContiPressureCheck pode ser adaptado a diferentes tipos de veículos e reboques, independentemente do tamanho do veículo, desde que o sensor e o recetor possam ser posicionados de forma flexível. Os veículos com peso elevado quando estão sem carga, tais como empilhadoras pesadas ou pórticos para elevação de contentores também podem ser usados com o sistema de monitorização de pneus da Continental. Este mecanismo é fácil de instalar, permitindo uma rápida implantação e paragens curtas no funcionamento diário, o que é particularmente vantajoso nos portos, onde a rapidez nos carregamentos é um fator importante. Devido à monitorização automática dos pneus o risco de acidentes causados por rebentamento é reduzido, o que proporciona mais segurança, tanto para o condutor como para o veículo. Uma correta pressão dos pneus é também importante do ponto de vista económico: não só leva a um menor consumo de energia no veículo, mas também aumenta a sua quilometragem. Usando o ContiPressureCheck os responsáveis por frotas podem reduzir drasticamente os custos de funcionamento e aumentar a eficiência dos seus veículos. Simultaneamente é reduzido o impacto ambiental, dado que as emissões de CO2 diminuem e a duração do pneu é prolongada.

 

Partilhar