Bosch. Soluções para mobilidade elétrica, automatizada e interligada


Data: 27 Novembro, 2013

A Bosch, líder mundial no fornecimento de tecnologia e serviços, apresentou, no 43º Tóquio Motor Show, as suas inovações “Tecnologia para a vida” no segmento da mobilidade. As tecnologias satisfazem a crescente procura global na prevenção de acidentes e proteção ambiental.

“A nossa área de negócio Automóvel está a ganhar um impulso significativo e esperamos que as nossas vendas aumentem cerca de 5% até ao final do ano, o que equivale a um crescimento mais rápido do que a produção automóvel a nível global. O negócio é particularmente forte na Ásia-Pacífico, onde esperamos crescer cerca de 10% na moeda local”, referiu Wolf-Henning Scheider, membro do conselho administração da Robert Bosch GmbH responsável pela área Automóvel, em conferência de imprensa. “Na Bosch, prevemos que a eletrificação, automação e conetividade, áreas onde estamos na linha da frente em termos tecnológicos, são as principais tendências do desenvolvimento automóvel”, acrescentou.

Tendo como objetivo a condução elétrica, a Bosch tem desenvolvido mais soluções com plug-ins mais leves, fortes e híbridos, bem como uma unidade exclusivamente elétrica. Este desenvolvimento vai totalmente ao encontro da estratégia traçada pelo Governo Japonês que pretende aumentar de 20 a 50 por cento a sua quota de mercado da “próxima geração de veículos” até 2020, e entre cerca de 50 a 70 por cento até 2030.

Nesta edição do Tóquio Motor Show, a Bosch apresentou a sua gama completa de inovações tais como o sistema Plug-in para híbridos, que pode reduzir as emissões de CO2 até 65 por cento. Até 2014,a eletrificação dos componentes do sistema de transmissão da Bosch estará a ser produzida regularmente para 30 projetos que, segundo Scheider permitem à Bosch “adquirir mais experiência através da disponibilização ao mercado de sistemas de transmissão elétrica, rentáveis e com elevada performance”. “ Passo a passo, estamos a entender totalmente o que é e implica a eletromobilidade”.

As baterias continuam a ser uma tecnologia-chave para o aumento da eletrificação de veículos. A Bosch pretende reduzir para metade os custos das baterias de lítio-íon, duplicando a densidade de energia até o final desta década, principalmente, através da tecnologia de alta precisão de controlo da bateria, bem como da tecnologia inovadora de eletroquímica e de materiais. Para acelerar o ritmo destes desenvolvimentos, a Bosch assinou recentemente um acordo para uma joint venture com as empresas japonesas Mitsubishi Corporation e GS Yuasa.

CONDUÇÃO AUTOMÁTICA

Apesar de a condução totalmente automatizada já ser uma realidade, a Bosch oferece um número cada vez maior de funções de segurança e assistência ao condutor. “Acreditamos que a condução automatizada nos ajudará a alcançar a visão de uma condução segura e sem acidentes. As lesões devem ser uma coisa do passado e, idealmente, os acidentes não devem, simplesmente, existir “, comentou Scheider.

Na verdade, de acordo com os dados libertados, mais de 90 por cento dos acidentes em todo o mundo são causadas por um erro humano. Atenta a estas problemáticas, a Bosch revelou que os seus produtos ajudam a reduzir significativamente estes números. De acordo com a empresa, a automação pode tornar a condução uma experiência mais confortável. Nesta edição do Tóquio Motor Show, a Bosch explicou que sistemas de assistência ao condutor como o controlo de velocidade adaptativo ACC já ajudaram a diminuir as horas desperdiçadas no trânsito.

Em 2014, a Bosch irá lançar um assistente de tráfego que permite aos carros manter a distância adequada de outros veículos, ajustando a sua velocidade para níveis de congestionamento ideais e mantendo-os na faixa de rodagem através da intervenção na direção. A Bosch planeia assim, desenvolver funções de condução cada vez mais segura e automática, mesmo antes de apontar para uma experiência de condução totalmente automatizada na próxima década.

CONDUÇÃO INTERLIGADA

De acordo com as informações divulgadas neste evento mundial, para que exista uma total automação dos veículos é necessário existir uma condução interligada. Nesse sentido, a Bosch tem focado a sua atividade na conetividade entre o carro e a nuvem, o que fará com que os veículos mantenham uma ligação constante com as redes de dados móveis de alta velocidade. A Bosch espera que, em 2025, quase todos os carros novos vendidos em todo o mundo possam ser capazes de operar daquela forma.

Ao apresentar, no Tóquio Motor Show, o “my Spin”, novo sistema que integra, no carro, aplicações de smartphones tal como são visualizadas no telemóvel, a Bosch demonstra que a conetividade dentro do automóvel torna a condução segura e confortável, devido à facilidade de manuseamento durante a condução. “Estas inovações serão bastante apelativas para os jovens condutores que valorizam as ligações da internet móvel. Para além disso, este tipo de sistemas ajuda a evitar acidentes”, explicou Scheider.

 

Partilhar