Automóveis autónomos. Mercado vai render 35 mil milhões de euros em 2025


Data: 16 Janeiro, 2015

Um estudo refere que muitas das capacidades necessárias à condução sem intervenção humana vão estar disponíveis já em 2017 e que o mercado global para estas tecnologias vai continuar a crescer.

A Boston Consulting Group levou a cabo um estudo para descobrir as perspetivas futuras para o mercado de veículos autónomos, avançando que dentro de dez anos esta área irá render 35 mil milhões de euros a nível global. É também referido que várias tecnologias para conferir aos automóveis a capacidade para conduzir sem intervenção humana estão já presentes nos modelos dos segmentos superiores e que outras deverão estar disponíveis em 2017. As estimativas desta consultora preveem também que em 2035 ¼ das vendas mundiais do sector serão já de veículos autónomos, de acordo com os dados recolhidos em entrevistas a executivos de topo do setor e a automobilistas.

Com a população urbana a atingir, de acordo com as estimativas, um total de 9 mil milhões de habitantes, cada vez há mais pressão para o desenvolvimento de tecnologias que, além de reduzirem o risco de acidentes (estudos indicam que 90% das colisões são causadas por erro humano) também permitam aos condutores realizar tarefas diversas enquanto estão presos nos engarrafamentos. Para compreender a importância deste último ponto, basta recordar a afirmação do CEO da Daimler, Dieter Zetsche, na apresentação do F015 na CES, quando indicou que “todos os que se focam apenas na tecnologia ainda não compreenderam a forma como a condução autónoma vai mudar a sociedade”. Um inquérito levado a cabo pela Boston Consulting Group junto de cidadãos americanos refere que dentro de cinco anos 50% deles vão adquirir um automóvel com capacidades autónomas e dentro de dez 44% admite comprar uma viatura capaz de conduzir sem qualquer intervenção humana.

Partilhar