ALF. Leasing e renting em alta


Data: 5 Março, 2015

O ano de 2014 foi bastante positivo para o sector do Financiamento Especializado, período durante o qual se registou um elevado crescimento da produção no Leasing e no Renting. Estes números, dados pela ALF, reforçaram a tendência anteriormente verificada e antecipam a recuperação económica e do investimento empresarial.

Em relação ao Renting, diz a ALF (Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting)  que a taxa de penetração ultrapassa mesmo os números que antecederam o período de crise vivido. No que diz respeito ao Factoring à Exportação, manteve a tendência de crescimento já verificada no ano transacto, reflexo do recurso crescente das empresas exportadoras a este produto financeiro.

O Leasing registou um crescimento de 24,2% quando comparado com 2013, com um apoio ao investimento total no valor de 1,691 mil milhões de euros.

Para este resultado positivo em muito contribuiu o Leasing Mobiliário, com um crescimento do valor dos contratos de 22% em relação a 2013, destacando-se os segmentos de viaturas ligeiras (+50,9%) e Pesadas (+10,3%). O sector dos Equipamentos acompanhou igualmente a tendência de crescimento (+5,5%).

O aumento de número de contratos verificado no Leasing Imobiliário (22,9%) contribui de igual forma para o crescimento verificado em 2014.

O Leasing financiou 23.725 viaturas ligeiras no valor de 463 milhões de euros. Já em termos de viaturas pesadas foram fechados 1.889 contratos de Leasing, num valor de produção de 142,8 milhões de euros. O segmento Equipamentos foi responsável, em 2014, por contratos no valor de mais de 494 milhões de euros.

Destaque ainda para o Leasing Imobiliário cujos valores de contrato se cifraram nos 588,5 milhões de euros, o que representa um aumento de 29% quando comparado com o período homólogo de 2013.

Para o vice-presidente da ALF responsável pelo Leasing, Paulo Pinheiro, é importante “realçar o crescimento de 29% verificado no valor do Leasing Imobiliário e de 22% no Leasing Mobiliário, com especial destaque para as Viaturas Ligeiras (50,9%), números que revelam a recuperação do investimento verificada nas empresas nacionais e a importância do apoio prestado pelo sector do Financiamento Especializado.

 RENTING

O Renting terminou 2014 com um crescimento muito significativo, registando um total de 26.377 viaturas novas adquiridas, mais 34,9% em relação ao final de 2013 e com uma produção total de 480 milhões de euros, o que significou um crescimento de 31,1% quando comparado com 2013.

A taxa de crescimento dos novos contratos traduziu-se num rácio de penetração de 15,6% no sector automóvel, ou seja, 15,6% de todas as viaturas ligeiras novas vendidas em Portugal durante 2014, foram adquiridas através de Renting.

De acordo com António Oliveira Martins, vice-presidente da ALF com o pelouro do Renting, este produto “apresentou uma quota de mercado muito relevante das vendas de automóveis novos e que permanece superior à verificada antes da crise, o que demonstra bem as vantagens e o valor-acrescentado que a solução Renting aporta aos seus utilizadores”.

Partilhar