AFIA. Indústria de Componentes Automóveis cresceu 5,6% em 2014


Data: 21 Janeiro, 2015

De acordo com os dados recolhidos pela AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel – o ano de 2014 foi, uma vez mais, um ano positivo para o setor, que registou um crescimento económico de 5,6% relativamente a 2013.

As vendas globais da indústria de componentes automóveis registaram o valor de 7.500 milhões de euros, sendo que 83% destas referem-se à exportação. De acordo com os dados da AFIA, os destinos das exportações mantêm também a tendência habitual com Espanha e a Alemanha a surgirem como os principais destinos, seguidos de perto pela França e Inglaterra. Estes quatro países representam entre si 70% do total das exportações, sendo que os restantes 30% estão distribuídos por outros países europeus e outros de fora da Europa, como os Estados Unidos e a China.

Positivo também é esta constância do destino das exportações que mostra uma fidelização na relação Cliente-Fornecedor e que é fundamental para o contínuo crescimento da atividade do setor. Um fator que se torna ainda mais relevante se tivermos em conta que as empresas estão a competir num mercado global, caracterizado por uma capacidade produtiva superior à procura.

É também por estas razões que a AFIA, nas palavras do seu presidente Tomás Moreira, acredita “nas empresas do setor e está orgulhosa do desempenho dos seus associados e restantes empresas que compõem o setor da Indústria Automóvel. É indubitável a relevante contribuição que dão para o crescimento económico de Portugal, projetando ao mesmo tempo uma imagem de credibilidade da Indústria de Componentes Automóvel Portuguesa”.

Apesar de relativamente moderado, estes resultados refletem um crescimento sustentado, tal como vem sendo demonstrado ao longo do tempo pelo histórico do setor.

Partilhar