AFIA. Componentes automóveis representam 12,6% das exportações de bens


Data: 6 Novembro, 2014

A AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel anunciou que os componentes para automóveis representaram 12,6% do total das exportações nacionais de bens transacionáveis no período entre Janeiro e Agosto de 2014.

Com base nos dados do INE (Instituto Nacional de Estatística), a AFIA constatou que no período referido Portugal exportou 4 mil milhões de euros de componentes automóveis, um aumento de 5,4% face ao período homólogo de 2013.

O peso dos componentes para automóveis no valor das exportações de Portugal continua a crescer, tendo tido um valor de mais 0,6 pontos percentuais relativamente ao mesmo período de 2013.

A Espanha e a Alemanha (com 23% cada) continuam a ser os principais destinos das exportações de componentes – 47%, sendo que o mercado da União Europeia absorve 88% das exportações do setor.

Para que a indústria de componentes automóveis se torne cada vez mais competitiva, a AFIA tem realizado uma série de reuniões com os seus associados, procurando encontrar estratégias que ajudem à prossecução daquele propósito. O mais recente encontro abordou o tema da Logística, fator que influencia muito diretamente a competitividade das empresas do sector, sobretudo na exportação que representa 83% das vendas totais. Foi consensual para os participantes que a cooperação entre empresas potencia o ganho de sinergias relevantes, tendo sido criados cinco grupos de trabalho para desenvolvimento e aprofundamento das formas de cooperação.

A vitalidade do setor, claramente demonstrada pelo bom desempenho no esforço nacional de aumento das exportações, e o crescente interesse pela atividade associativa, aumentam a convicção da AFIA quanto à importância desta atividade económica na construção de um Portugal mais próspero.

Partilhar