16.° Encontro da Rede Valorpneu no Luso

Texto: Redação
Data: 15 Novembro, 2018

Novos desafios para o Sistema de Gestão de Pneus Usados

A entrada em vigor da 3ª licença da Valorpneu, o novo enquadramento legal que consolida a gestão dos diversos fluxos específicos de resíduos e o Fim do Estatuto de Resíduo para os materiais provenientes do processamento de pneus em fim de vida foram alguns dos temas em destaque no 16.º Encontro Anual da Rede Valorpneu, que este ano decorreu no dias 7 e 8 de Novembro no Luso, subordinado ao tema “Os Novos Desafios do SGPU”.

A sessão de trabalho contou com a abertura de Hélder Pedro, gerente da Valorpneu, que destacou a importância da atividade da Valorpneu ao longo dos seus 16 anos de existência, a postura colaborativa com a tutela com vista ao cumprimento dos objetivos a nível nacional, agora alterados com o novo enquadramento jurídico e com a nova licença, e o papel que a entidade gestora tem demonstrado na sensibilização e educação dos diferentes públicos alvo e na promoção da investigação e desenvolvimento para a melhoria de processos de gestão e dos níveis de eficiência ambiental e económica do SGPU.

A presença institucional deste ano coube a Mercês Ferreira, vogal do conselho diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), que começou por congratular a Valorpneu pelos resultados obtidos na gestão do fluxo de pneus usados, pautando-se por um desempenho de excelência. Mercês Ferreira destacou “o papel fulcral de todos os intervenientes neste sistema, desde o utilizador até ao distribuidor, permitindo uma atuação dos operadores segundo uma estratégia conjunta de trabalho em rede que tem dado bastantes frutos”. Esta responsável salientou também os impactos positivos quer ao nível económico, com um setor mais estruturado, quer a nível do meio ambiente e até da saúde pública e qualidade de vida das populações.

Em Portugal, a valorização energética em fornos de cimento atinge cerca de 280 mil toneladas de combustíveis alternativos, dos quais cerca de 20 mil toneladas de pneu nacional e cerca de 35 mil toneladas de pneu provenientes de outros países. Com o objetivo de reduzir a marca deixada no ambiente pela realização do evento, a Valorpneu associou-se ao projeto SOS Esquilos, da Fundação Mata do Bussaco, que visa minorar o impacto da tempestade Leslie no habitat do esquilo-vermelho, como explicou Sofia Ferreira, responsável de comunicação da fundação. No âmbito deste Encontro foi ainda atribuído o Prémio Desempenho Valorpneu 2018 ao centro de receção Metais Jaime Dias, S.A., entregue à representante deste operador por Carla Pinto, diretora de serviços da sustentabilidade empresarial, da Direção-Geral das Atividades Económicas.

Como já vem sendo hábito nesta iniciativa, que reuniu mais de uma centena de intervenientes do setor, o dia que antecedeu à sessão de trabalho foi dedicado ao convívio dos participantes. Os convidados rumaram a Coimbra para visitar a parte mais antiga da Universidade, dando destaque à Biblioteca Joanina, que terminou ao pôr do sol, com um pequeno lanche acompanhado pelo saudoso fado de Coimbra. Seguiu-se uma visita às Caves Aliança com jantar.

 

Partilhar