Notícias

Published on Junho 28th, 2017 | by Carlos Moura

0

Volkswagen – V2V previsto para 2019

Será dentro de dois anos que, procurando aumentar a segurança rodoviária, os veículos da Volkswagen vão ser capazes de comunicar entre si e com as infraestruturas.

Considerando que “a falar é que a gente se entende”, os veículos da Volkswagen vão ser capazes de comunicar entre si, integrando a partir de 2019 a tecnologia WLAN para sistemas de troca de dados V2V (veículo para veículo) e V2I (veículo para infraestrutura). Sabendo que “informação é poder”, o objetivo passa pela diminuição do número de acidentes e mitigação das suas consequências, pois ao saber atempadamente de potenciais perigos nas vias os condutores podem adaptar a sua condução para lidar com esses obstáculos. Os equipamentos com que os veículos da Volkswagen vão ser capazes de comunicar entre si são baseados no protocolo IEEE 802.11p (pWLAN), o standard no setor automóvel para a troca de dados entre condutores e com as infraestruturas. Contando com uma frequência exclusiva, e enviando alertas aos outros condutores em milésimos de segundos, é destacado o facto deste sistema não exigir uma acumulação de informação, evitando assim custos associados a servidores, clouds e outras soluções para armazenamento da informação.

O objetivo do Grupo Automóvel é começar a equipar dentro de dois anos os seus modelos com esta tecnologia, adicionando um novo patamar à conetividade nos seus carros, já disponível para smartphones. Assim, em 2019 este sistema que garante que os veículos da Volkswagen vão ser capazes de comunicar entre si estará baseado no envio de alertas sobre potenciais riscos para outros utentes, como em casos da paragem de emergência de outro carro na via ou a formação de placas de gelo. À imagem do que também anunciou a Ford, a Volkswagen também antecipa que, quando os veículos de emergência estiverem equipados para a V2V, será mais fácil conhecer a sua localização mesmo antes que estejam visíveis e criar rotas rápidas para que eles cheguem ao seu destino.

Recordando que a eficácia da comunicação entre veículos aumenta quanto maior for o número de utilizadores, o líder do mercado mundial explicou que está a trabalhar com autoridades rodoviárias e governos em projetos de expansão desta tecnologia, um elemento fulcral para a futura introdução da condução autónoma. Além de garantir que cada vez mais automóveis participam nesta troca de informações, outra questão em foco está na proteção de dados de forma a garantir que existe total confiança nos alertas recebidos do exterior.

Texto: Nuno Fatela

Tags: ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to Top ↑