Ambiente

Published on Novembro 3rd, 2015 | by Tiago Alves

0

União Europeia. Bruxelas dá um passo atrás nos motores diesel

Depois da controvérsia sobre os motores EA189 da Volkswagen, a União Europeia recua e aumenta os níveis exigidos relativos às emissões de óxido de nitrógeno.

Passado pouco mais de um mês após ter rebentado a polémica sobre a elevada emissão de gases poluentes dos motores EA189 do grupo Volkswagen, nomeadamente relativamente aos óxidos de nitrógenio dos seus motores diesel, surge agora a notícia de que a Comissão Europeia irá aumentar o nível permitido desses mesmos gases nocivos. Os 28 membros da CE entraram já em acordo para que os veículos que utilizam estes últimos tipos de motores sejam submetidos a novos testes de estrada e que até ao ano de 2019 possam dobrar os valores que até agora eram permitidos.

Entretanto, haverá um período transitório que terá início em Setembro de 2017, onde os veículos diesel poderão emitir 168mg de óxido de nitrógeno (NOx) por cada quilómetro percorrido em provas de estrada, graças à introdução de um “fator de conformidade” de 2.1 em relação ao limite estabelecido de 80mg/km de NOx. No entanto, passados dois anos e a partir de setembro de 2019, será emitida uma nova legislação definitiva que reduzirá esse mesmo valor, permitindo que um veículo com motor diesel emita um teto máximo desses gases de 120 mg/km, já que a ponderação passa a ser de apenas 1.5. Bruxelas acreditava que a flexibilidade fosse de 60% num período transitório de dois anos e que depois se reduziriam 20%, para cobrir uma certa margem de erro das medições. Porém, a própria CE reconheceu que 10% dos veículos submetidos ao teste não passariam esse teste. A Holanda foi o único país a votar contra estas medidas, numa controvérsia e discussão entre os países europeus.

Share and Enjoy

Tags: , ,


About the Author



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to Top ↑

Email
Print