Shell. Novo fornecedor recomendado de óleos para o Grupo BMW a partir de 2015


Data: 7 Novembro, 2014

A Shell anunciou que foi escolhida pela BMW AG como novo fornecedor único mundial recomendado para óleos de motor aftermarket para todas as suas marcas: BMW, BMW i, BMW M, Mini e BMW Motorrad. Este acordo é válido em mais de 140 países em mais de 3500 concessionários BMW e tem início já no início de 2015.

A colaboração significa que a Shell irá produzir e fornecer os óleos de motor de marca da BMW em todo o seu serviço de pós-venda. Estes produtos satisfazem as mais recentes especificações dos motores BMW e assentam na tecnologia PurePlus da Shell, que inova na formulação dos óleos. É um processo GTL patenteado, desenvolvido ao longo de 40 anos de pesquisa, que transforma o gás natural num óleo de base cristalina.

Os óleos de base, normalmente feitos a partir de petróleo bruto, é o componente principal dos lubrificantes acabados e desempenha um papel vital na qualidade de óleo do motor. O óleo de base é produzido na fábrica Pearl GTL no Qatar, numa parceria entre a Shell e a Qatar Petroleum.

“É uma honra tornarmo-nos fornecedor recomendado pela BMW para os seus óleos de motor no aftermarket. Estamos ansiosos para dar início ao fornecimento, distribuição e comercialização desses óleos, já a partir do início de 2015”, sublinha Mark Gainsborough, vice-presidente executivo da Shell Lubrificantes, que acrescenta: “Este é o reconhecimento do investimento, do know-how e da tecnologia de ponta da Shell por um fabricante premium  líder mundial de automóveis e motociclos. Isso inclui um reconhecimento do valor da nossa mais recente inovação: Shell PurePlus Tecnologia para óleos de motor premium.”

“Este acordo junta duas marcas líderes para oferecer o melhor do desempenho e tecnologia para os clientes do serviço da BMW. Ambas as empresas têm um compromisso muito forte com os produtos e serviços premium e, nesse aspeto, temos muito em comum”, acrescenta Mark Gainsborough.

Até aqui a marca de óleos recomendada para o Grupo BMW era a Castrol.

 

Partilhar