Inovação na Interface Homem-Máquina

Texto: Nuno Freitas Faria
Data: 17 Janeiro, 2018

A relação Homem-Máquina é uma das prioridades da Bosch na inovação para a mobilidade do futuro.

 A Bosch apresentou no CES de Las Vegas uma tecnologia de cockpit inteligente que permite a concentração total na condução. Com ajuda da inteligência artificial, a empresa alemã pretende transformar a Interface Homem-Máquina (HMI) numa espécie de centro de comandos que consegue pensar mais adiante.

Steffen Berns, presidente da divisão Bosch Car Multimedia, explicou que “as funcionalidades iniciais como a inteligência artificial fornecem informações valiosas ao HMI sobre o condutor, o veículo e o que acontece em redor. Isso permite o ajuste proativo de displays e controlos a qualquer situação de condução”.

O ponto central do HMI é um assistente controlado por voz (Casey) que responde ao discurso natural do condutor, que consegue aprender a prever destinos prováveis dependendo da hora do dia, ou até ligar o rádio de acordo com as preferências do condutor.

Com o evoluir das características digitais, cada vez mais presentes na experiência da condução, existem cada vez mais distrações que levam os condutores a desviar os olhos da estrada para configurar as definições pretendidas. Os displays digitais que cada vez mais estão presentes nos habitáculos, através de algoritmos inteligentes são capazes de aprender e priorizar conteúdos. Assim, o condutor poderá receber alertas diretamente no seu campo de visão para, por exemplo, as condições da estrada.

Partilhar