Escape Forte alerta para o perigo dos filtros de partículas usados

Texto: Nuno Freitas Faria
Data: 31 Janeiro, 2018

A utilização de filtros de partículas usados só deve ser feita mediante o devido recondicionamento e conhecimento do historial do veículo anterior, alerta a Escape Forte.

 A colocação de filtros de partículas usados, com o objetivo de baixar o custo da substituição, é uma prática adotada por alguns profissionais, a pedido dos próprio proprietários das viaturas, sem que muitas vezes se conheça o estado dos mesmos. O que pode por vezes passar despercebido é o facto de o estado da peça depender diretamente dos problemas mecânicos que a viatura equipada anteriormente teve.

 Um exemplo do risco da instalação de filtros de partículas usados é o risco de incêndio, que se torna consideravelmente mais elevado caso a viatura anterior tenha tido passagens de óleo ou combustível para a linha de escape. A elevadas temperatura, em caso de regeneração, pode levar a linha de escape a temperaturas extremas, pelo que a Escape Forte aconselha que não sejam colocadas peças usadas, sem que seja devidamente conhecida a sua origem e sem ser efetuado o devido recondicionamento.

Partilhar