Bosch ConnectedWorld antecipa tendências em IoT e conectividade

Texto: Nuno Freitas Faria
Data: 25 Fevereiro, 2018

Na quinta edição do Bosch ConnectedWorld, foram apresentadas as tendências futuras para a “Internet das Coisas”

 Entre os dias 21 e 22 fevereiro realizou-se em Berlim a quinta edição da Bosch ConnectedWorld, evento destinado à indústria da IoT, que contou com mais de 3.500 participantes esperados. Neste evento estiveam presentes mais de 70 expositores que mostraram as possibilidades atuais da IoT (Internet das Coisas), permitindo o acesso a projetos e inovações que estão já a mudar a forma como pessoas e coisas se relacionam.

Durante o ConnectedWorld, mais de 140 oradores, de empresas como a Daimler, DHL, Microsoft, Volkswagen, IDC, Salesforce e Toyota, partilharam estratégias, boas práticas e casos de estudo associados a produtos, serviços e soluções conectadas pela IoT. Entre estes, o CEO da Bosch, Volkmar Denner também partilhou experiências e conselhos com os presentes.

Para o futuro, a Bosch espera continuar a transformar-se para se tornar num fornecedor de soluções de mobilidade. Para isso, a nova divisão de Soluções de Mobilidade Conectada irá arrecadar mais de 600 colaboradores destinados a desenvolver e comercializar serviços e tecnologias de mobilidade digital. De acordo com Volkmar Denner, a conectividade irá mudar radicalmente a forma de deslocação de um ponto para o outro que, por sua vez, irá ajudar a cumprir a missão de zero emissões, zero stress e zero acidentes.

Adicionalmente, a divisão de Soluções de Mobilidade Conectada irá expandir o portefólio de serviços, possibilitando, entre outros, o envio de avisos sobre a circulação de condutores em contramão e a transformação de um smartphone numa chave de automóvel. Neste domínio, destaca-se a start-up americana Splitting Fares Inc. (SPLT) que foi apresentada no ConnectedWorld e adquirida recentemente pela Bosch.

A start-up americana tem vindo a desenvolver uma plataforma disponível para empresas, universidade e autoridades locais, que podem ser utilizadas para programar o transporte partilhado dos seus colaboradores. Assim, a partilha de transporte tem múltiplos benefícios práticos a nível económico, ambiental e urbano, através de um reduzido volume de tráfego.

 Uma inovação apresentada pela Bosch neste evento é a Bosch Automotive Cloud Suite, que permite uma previsão exaustiva da autonomia de um veículo com base na análise da carga atual da bateria, consumo de energia e estilo de condução, bem como na informação daquilo que está à volta do veículo, como trânsito ou tipografia da estrada.

“Para a Bosch a mobilidade vai muito para além do automóvel. O nosso conhecimento tecnológico em várias áreas permite-nos uma vantagem única de desenvolver e operar em diferentes domínios de forma interligada”, afirma Denner.

Partilhar